Notícias | Dia a dia
Paes diz que só volta a jogar quando for seguro
29/06/2020 às 14h29

Aos 46 anos, Paes está na última temporada de sua carreira profissional

Foto: Arquivo

Bombaim (Índia) - Profissional desde 1991, Leander Paes disputava a última temporada de sua vitoriosa carreira quando todo o circuito profissional foi paralisado por conta da pandemia da Covid-19. E apesar de a temporada estar marcada para ser retomada no dia 14 de agosto, o veteraníssimo indiano de 46 anos não tem pressa para voltar às quadras. Ele diz que só voltará competir quando se sentir seguro.

"Não vou jogar nenhum torneio até que o mundo esteja mais seguro", disse Paes à edição indiana do jornal The Telegraph. "Quando o surto do coronavírus começou, eu estava pensando em ir para os Estados Unidos para treinar, mas o meu pai [Vece Paes, doutor em medicina esportiva] disse que era melhor não viajar. Segui o conselho dele. Este é um vírus nocivo. Você simplesmente não sabe o que está enfrentando".

O indiano também não se decidiu se gostaria de jogar mais alguns torneios em 2021, pensando nos Jogos Olímpicos de Tóquio. "No momento, não vou tomar nenhuma decisão. Vou manter minhas opções em aberto. Acho que ainda estamos longe de reiniciar o tênis globalmente. A decisão jogar ou não em 2021 será tomada mais perto no final do ano".

"A razão pela qual quis me aposentar este ano foi porque estava muito cansado em setembro passado. Eu estava muito cansado das viagens constantes e dos 30 anos de trabalho duro. Não faço uma pausa adequada na carreira desde 2003", avaliou o indiano. "Mas, embora o bloqueio da Covid-19 tenha sido muito difícil para a maioria das pessoas, inclusive para mim, eu também consegui me recarregar e rejuvenescer minha paixão pelo tênis".

Paes também comentou sobre os recentes casos de contaminação pelo coronavírus de atletas da elite do circuito profissional, como Novak Djokovic, Grigor Dimitrov, Borna Coric e Viktor Troicki. Todos eles disputaram o polêmico Adria Tour, circuito promovido por Djokovic com a presença de público nos estádios e que adotou pouquíssimas medidas de segurança.

"O tênis naturalmente possui um distanciamento social, como o golfe, o ciclismo, ou badminton. Mas as normas devem ser seguidas com muito rigor. Você viu o que aconteceu no torneio do Novak. Embora a ATP tenha divulgado datas de alguns torneios, os jogadores estão muito preocupados", comentou o ex-número 1 de duplas. "O tênis é um esporte global. Haverá pessoas viajando de todo o mundo. E isso é difícil de controlar. Mesmo em sua própria cidade, a chave é seguir todos os protocolos de segurança".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva