Notícias | Dia a dia
Volta do vírus não assusta ainda o Australian Open
04/07/2020 às 09h19

Australian Open acredita que poderá ter público na edição de janeiro

Foto: Arquivo

Melbourne (Austrália) - Não há risco no momento de que o Australian Open tenha de mudar de data ou de sede para a edição 2021. Isso foi o que garantiu o chefe executivo da Tennis Australia, Craig Tiley, ao avaliar uma segunda onda de contaminação pelo coronavírus na província de Victoria.

Nas últimas duas semanas, o número de casos na região tem alcançado dois dígitos, tendo atingido 77 na quarta-feira e outros 66 nesta sexta-feira. A fronteira continua fechada e apenas australianos ou residentes podem entrar no país, desde que cumpram quarentena de 14 dias. A nova onda de infecção teria surgido justamente desses hotéis.

"Por enquanto, nada mudou para nós em termos de planejamento", garante o dirigente. "O ambiente em torno de Melbourne mudou, e possivelmente vai continuar mudando, e estamos atentos ao que acontece em Victoria. Mas temos o otimismo que as medidas tomadas (pelas autoridades) serão suficientes".

Tiley afirma que a Tennis Australia trabalha com proximidade às autoridades sanitárias e que isso determinará a questão de público, distanciamento social e medidas de higiene a se adotar não apenas no Grand Slam mas também nos demais torneios previstos para janeiro de 2021 no país.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva