Notícias | Dia a dia
Wimbledon-89, o ano em que Graf e Becker triunfam
09/07/2020 às 19h07

Londres (Inglaterra) – Martina Navratilova perdeu a chance de conseguir o nono título de simples de Wimbledon, mas sorriu. Steffi Graf, aos 20 anos, ganhou, mas chorou. Foi assim na final da edição feminina, naquele 9 de julho de 1989. Graf, após derrotar Navratilova por 6/2, 6/7 e 6/1 e conseguir o segundo título consecutivo, sentou-se em seu banco, curvou-se e soluçou. Elas haviam duelado pelo título também nas duas edições anteriores. Graf vinha de derrota na final de Roland Garros, diante de Arantxa Sanchez, e queria muito o título na grama inglesa. "Queria tanto que me pressionei um pouco mais do que o normal", disse Graf na ocasião.

Navratilova ficou satisfeita com sua atuação, obrigando Graf a jogar por 92 minutos, sua partida mais longa na competição. “Hoje foi divertido”, disse Navratilova. “Eu curti muito. Não estou desapontada por não ter ganhado, fiz tudo o que podia durante minha preparação. Eu simplesmente não consegui devolver a bola no último set”, comentou.

Boris Becker completou a primeira dobradinha da então Alemanha Ocidental em Wimbledon, derrotando Stefan Edberg por 6/0, 7/6 e 6/4 e chegando ao tricampeonato.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva