Notícias | Dia a dia
Edberg afirma ter sido uma honra treinar Federer
12/07/2020 às 19h09

Londres (Inglaterra) - Um dos responsáveis por treinar o suíço Roger Federer durante duas temporadas, entre 2014 e 2015, o sueco Stefan Edberg relembrou o trabalho com o tenista da Basileia, que começou com uma conversa em 2013. Em conversa com Mats Wilander no Eurosport, o dono de seis títulos de Grand Slam destacou a figura do ex-pupilo.

“Foi uma honra ser o treinador de Roger. Demorei um pouco para decidir, passamos uma semana em Dubai apenas para nos conhecermos antes de decidir ir com ele ao circuito. Para resumir, foi ótimo estar perto de Roger, que é um grande embaixador do tênis”, afirmou Edberg, que anteriormente já dissera que provavelmente não treinará mais ninguém além do suíço.

+ Edberg vê dureza para jovens após domínio do Big 3
+ Becker: 'Federer foi melhor que Djokovic na última final de Wimbledon'
+ 'Federer não persegue recorde de Slam', diz Ljubicic

“Obviamente, conversamos sobre tênis e sobre estratégia. Ele queria mudar seu jogo e foi o motivo pelo qual acabei procurando algumas novas ideias. Ele sabe muito sobre tênis, então há muitas coisas que você pode ensinar porque ele consegue fazer tudo na quadra. Foi legal ver alguém que já esteve no topo tentando mudar seu jogo”, comentou o sueco.

Ele destacou a mudança de raquete como uma das escolhas mais importantes desse estágio. “Depois de pensarmos muito, vimos que talvez fosse necessário mudar e trabalhamos muito nisso. Olhando para trás, acho que a mudança de raquete para uma mais moderna foi a melhor solução, foi realmente algo chave que alterou um pouco o seu jogo. Seu movimento se tornou mais agressivo e sinto que era o que precisava fazer”.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva