Notícias | Dia a dia
Número 1, Barty não joga US Open por risco de Covid
29/07/2020 às 20h07

A australiana afirma que não gostaria de colocar sua equipe em risco

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Líder do ranking mundial da WTA, Ashleigh Barty não disputará o US Open. A australiana de 24 anos e atual campeã de Roland Garros justificou sua ausência do Grand Slam nova-iorquino pelo risco de contaminação pelo coronavírus, em meio a um recente aumento de casos da Covid-19 nos Estados Unidos. O US Open está previsto para começar no dia 31 de agosto, em Nova York.

"Minha equipe e eu decidimos não viajar para os Estados Unidos este ano e não vamos jogar o US Open e nem o Premier de Cincinnati", explicou Barty, por meio de um comunicado. "Adoro os dois eventos e foi uma decisão difícil, mas ainda existem riscos significativos devido à Covid-19 e não me sinto confortável em colocar minha equipe e eu nessa posição".

+ Preparatório para US Open pode ter só cinco top 10
+ Kerber e Svitolina não devem jogar em Nova York
+ Risco de contaminação no US Open preocupa Barty

"Desejo à USTA [Associação de Tênis dos Estados Unidos] tudo de melhor para os torneios e espero voltar aos Estados Unidos no próximo ano", acrescentou a número 1 do mundo, que também não sabe se tentará defender o título de Roland Garros, a partir de 27 de setembro. "Tomarei uma decisão sobre Roland Garros e os torneios europeus da WTA nas próximas semanas".

Barty já sinalizava que não gostaria de jogar o US Open porque não queria colocar sua equipe em risco. Em entrevista ao Sydney Morning Herald em junho, ela já se mostrava reticente quanto ao Grand Slam nova-iorquino. "Não sou apenas eu, tenho que considerar toda a minha equipe", disse à época. "Eu precisaria de todas as informações e conselhos da WTA e da USTA antes de tomar uma decisão sobre os eventos nos Estados Unidos".

US Open pode ter mais desfalques
É provável que a chave feminina do US Open fique muito desfalcada. Principal torneio preparatório, o Premier de Cincinnati foi excepcionalmente transferido para Nova York e será uma semana antes do Slam norte-americano. A lista de inscritas nesse torneio saiu nesta quarta-feira com apenas cinco integrantes do top 10: Karolina Pliskova, Sofia Kenin, Kiki Bertens, Belinda Bencic e Serena Williams.

As duas últimas campeãs do US Open, Naomi Osaka e Bianca Andreescu, as duas primeiras do ranking, Barty e a número 2 do mundo Simona Halep, e a ucraniana Elina Svitolina não jogarão o evento preparatório.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva