Notícias | Dia a dia
Giorgi salva match points e é única italiana da semi
07/08/2020 às 21h38

Camila Giorgi escapou de dois match points contra Yastremska e venceu uma batalha de quase 3h

Foto: Site Oficial

Palermo (Itália) - Apesar da rodada das quartas de final do WTA de Palermo contar com três italianas, apenas uma jogadora da casa disputará a semi do torneio. Após as derrotas no início da rodada da veterana Sara Errani e da jovem Elisabetta Cocciaretto, coube a Camila Giorgi salvar o dia. A jogadora de 28 anos e 89ª do ranking escapou de dois match points e venceu uma partida de 2h52 contra a ucraniana Dayana Yastremska, 25ª do mundo, por 4/6, 7/6 (7-5) e 6/3.

Giorgi tem dois títulos de WTA, conquistados no piso duro de Linz em 2018 e na grama de 's-Hertogenbosch em 2015. A experiente italiana disputou outras seis finais no circuito, a última delas em agosto do ano passado em Washington. A última italiana a vencer em Palermo foi Roberta Vinci, em 2013, mas o torneio ficou cinco anos fora do calendário de elite do circuito e voltou no ano passado.

O jogo começou melhor para Yastremska, que conseguiu uma quebra de serviço logo no game de abertura. Apesar das condições lentas do torneio italiano, disputado ao nível do mar, a ucraniana conseguia impor seu jogo agressivo. Giorgi até conseguiria buscar o empate por 2/2, mas voltaria a ter o serviço quebrado pouco depois.

Na parcial seguinte, Yastremska foi novamente a primeira a quebrar e chegou a liderar por 5/3, além de dois match points. Giorgi escapou da derrota, devolveu a quebra e dominou o tiebreak. O set decisivo estava equilibrado até o empate por 3/3, mas depois a italiana conseguiu duas quebras seguidas para definir a vitória.

Semifinais de sábado começam ao meio-dia
A próxima adversária de Giorgi é a jovem francesa de 23 anos Fiona Ferro, 53ª do ranking e vencedora de um torneio da WTA, no ano passado em Lausanne. O confronto é inédito no circuito e começa por volta de 13h30 (de Brasília) deste sábado.

A outra semifinal começa ao meio-dia e vai abrir a programação. Principal cabeça de chave do torneio e número 15 do mundo, a croata Petra Martic tenta confirmar o favoritismo. Ela enfrenta a estoniana Anett Kontaveit, 22ª do ranking. O único duelo anterior foi vencido por Martic e aconteceu este ano, em Dubai.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva