Notícias | Dia a dia
Massú: 'Sabia que Thiem brilharia em qualquer piso'
15/09/2020 às 15h25

Nova York (EUA) - Um dos responsáveis pelo grande momento do austríaco Dominic Thiem, que no último domingo conquistou no US Open o seu primeiro título de Grand Slam, o treinador chileno Nicolás Massú fez um balanço da final contra o alemão Alexander Zverev e traçou os próximos passos que pretende dar com o pupilo. Em entrevista ao Punto de Break, ele destacou o crescimento do atual número 3 do mundo e afirmou que pode tentar desafiar o Big 3 nos próximos torneios.

“Para mim, a diferença entre os bons e os melhores está na forma como administram os momentos importantes. É por isso que Federer, Nadal e Djokovic vêm ganhando há 15 anos e são provavelmente os maiores da história. Dominic está chegando nesse momento. Já alcançamos finais importantes com o Big 3 presente na chave. Na Austrália, por exemplo, ele esteve muito perto de vencer Novak”, observou o chileno.

Massú sabe que o momento é de aproveitar um pouco a conquista e de um breve descanso para voltar com tudo na briga em Roland Garros, o próximo evento do austríaco, que pulará todos os preparatórios para o Slam francês. “Dominic precisa descansar e se recuperar. Depois começaremos a treinar no saibro para a nova turnê. Talvez até o final da semana possamos treinar, bater algumas bolas”, disse o técnico de Thiem.

“Depois de um mês na bolha, ele agora precisa se recuperar mentalmente. Graças ao coronavírus, este ano há torneios todas as semanas, então dificilmente há chance de recuperação. Não jogaremos em Roma por causa do jet-lag, da dificuldade de voltar ao saibro e da falta de tempo. Você tem que ser esperto com o calendário, não estamos em uma temporada normal. Tenho certeza que estará pronto para jogar em Paris, ele sempre joga muito bem lá, então vamos tentar chegar 100%”, acrescentou Massú.

O treinador lembrou que quando começou a trabalhar com Thiem, muita gente me dizia que seu primeiro Grand Slam seria em Roland Garros, mas ele sempre acreditou que poderia brilhar nos outros também. “Quando o via como espectador, tinha a certeza de que poderia ter os mesmos bons resultados em qualquer superfície. Ele tem os golpes e o talento, apenas algumas coisas precisavam ser ajustadas. O título de Indian Wells em 2019 lhe deu muita confiança”.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva