Notícias | Dia a dia
AO pode mudar de data, mas direção nega rumores
21/11/2020 às 12h12

Melbourne (Austrália) - A indefinição sobre as condições de disputa do Australian Open de 2021 ganhou novos capítulos neste sábado, com a possibilidade de o torneio ter uma mudança de datas. O jornal Herald Sun e emissora de TV 9 News Melbourne divulgaram que o evento pode ser adiado para março ou abril. Mas horas depois, um porta-voz da Tennis Australia falou à agência Reuters e negou os rumores.

"Isso é pura especulação", disse a fonte da Tennis Australia. "Seguimos trabalhando em estreita colaboração com o governo de Victoria e vamos atualizar com mais informações o mais rápido possível, e não há nenhuma atualização disso no momento".

+ Australian Open cancela o torneio juvenil de 2021
+ Torneios de Brisbane, Hobart e Adelaide só em 2022

Marcado para começar no dia 18 de janeiro, o Australian Open pode sofrer uma mudança de datas devido a uma recente decisão do governo da região de Victoria, que frustrou os planos dos organizadores. A Tennis Australia pretendia receber os tenistas estrangeiros ainda em dezembro, para que eles cumprissem a quarentena obrigatória de 14 dias no país antes de começar a temporada. No entanto, o governo local só autoriza a chegada dos atletas em janeiro.

Isso afetaria toda a cadeia de torneios preparatórios para o Grand Slam australiano. A ideia dos organizadores é concentrar todos os eventos em Melbourne. Diretores dos torneios de Brisbane, Hobart e Adelaide dizem que só voltam em 2022. Também já é certo que o torneio juvenil do Australian Open não será disputado em janeiro e que a organização tenta viabilizar outra data.

+ Diretor do AO pede calma após negativa do governo
+ Governo veta tenistas na Austrália em dezembro

"Tenho uma sensação muito forte de que o Australian Open será adiado possivelmente para março ou abril. Este é certamente um dos cenários que estava em cima da mesa, foi comentado", disse o comentarista de TV Brett Phillips ao Herald Sun. "Não há dúvida de que o Australian Open não acontecerá na data marcada. É só uma questão de saber se vão adiar em uma semana ou só para março ou abril".

O ex-jogador de duplas Todd Woodbridge também aposta em uma possível mudança de data. "Não acho que seja um resultado que desejaríamos, mas coisas estranhas aconteceram em 2020, não é? Tivemos Roland Garros - sendo jogado em setembro em vez de maio. E mesmo no mundo do golfe o Masters dos Estados Unidos terminou há apenas uma semana e normalmente é jogado em abril. Essas são coisas que, em algum momento, você teria dito que não seriam possíveis. Mas financeiramente, para sustentar esses eventos, você não pode perder um ano. Há muita coisa em jogo", falou ao jornal The Age.

Por meio de comunicado, o premier da região Daniel Andrews diz que confia na realização do torneio, mas que ainda não há uma definição sobre datas e condições de disputa. "Estou muito confiante de que teremos o Australian Open no início do próximo ano. O momento exato disso, os arranjos exatos que estabelecemos, eles ainda não foram acertados".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva