Notícias | Dia a dia
Cornet dispara contra o adiamento de Roland Garros
08/04/2021 às 09h11

Charleston (EUA) - O adiamento de Roland Garros, que em 2021 acontecerá uma semana depois do programado, já repercute no circuito e uma das primeiras a se posicionar sobre o assunto foi a francesa Alizé Cornet. Em entrevista ao jornal L'Équipe, ela se surpreendeu com a decisão do Grand Slam e acusou duramente a Ministra dos Esportes, Roselyne Bachelot.

“Como Ministra do Esporte, ela é uma calamidade. Não tenho nada contra ela, mas ela não faz nada além de tomar decisões erradas para o esporte”, disparou Cornet logo após a vitória sobre a belga Elise Mertens pela segunda rodada do WTA 500 de Charleston.

A francesa garante entender a decisão de Roland Garros, mas acredita que isso pode afetar os jogadores e os circuitos ATP e WTA em alguma medida. “A decisão foi egoísta e vamos sofrer no calendário. Entendo que não são tempos fáceis para o torneio, mas eles deveriam pensar mais nos jogadores, no calendário e, principalmente, em todos os torneios que serão afetados”, completou.

Ministra criticada por Cornet, Bachelot já causou bastante confusão no mundo do tênis. Em março de 2016, durante entrevista me programa de televisão, ela acusou o espanhol Rafael Nadal de doping, foi processada e teve que pagar indenização de 10 mil euros. Após o veredito, ela se manteve firme e garantiu não se arrepender pelo que disse.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva