Notícias | Dia a dia
Pavlyuchenkova e Rublev vencem final russa de mistas
01/08/2021 às 09h37

Pavlyuchenkova e Rublev salvaram um match-point na final deste domingo

Foto: Divulgação

Tóquio (Japão) - Em uma final com quatro representantes do Comitê Olímpico Russo, Anastasia Pavlyuchenkova e Andrey Rublev conquistaram a medalha de ouro nas duplas mistas nos Jogos de Tóquio, após a vitória sobre Elena Vesnina e Aslan Karatsev por 6/3, 6/7 (5-7) e 13-11. Pavlyuchenkova e Rublev chegaram a salvar um match-point.

O Comitê Russo foi a equipe com maior número de medalhas no Torneio Olímpico de Tênis. Além da dobradinha nas duplas mistas, há ainda uma medalha de prata na chave de simples masculina com Karen Khachanov. O bronze nas duplas mistas ficou com a parceria australiana, formada pela número 1 do mundo Ashleigh Barty e o especialista em duplas John Peers.

Apesar de Vesnina e Karatsev terem sido os primeiros a quebrar e liderado o placar por 2/1, Pavlyuchenkova e Rublev reagiram rápido e venceram quatro games seguidos. Eles abriram 5/2 e fecharam o set inicial. A parcial seguinte foi inteiramente sem quebras, sendo que Venisna e Karatsev chegaram a ter dois set-points no saque de Rublev, quando venciam por 5-4. Ainda assim, venceram a parcial no tiebreak.

A definição ficou para o match tiebreak de até dez pontos. Vesnina e Karatsev começaram melhor e lideraram por 5-3, mas perderam cinco pontos seguidos. Pavlyuchenkova e Rublev chegaram a ter 9-7 e não aproveitaram seus dois match-points. Sofreram até mesmo a virada, mas Vesnina e Karatsev também não conseguiram fechar o jogo, permitindo aos rivais recuperar a vantagem e definir a partida.

Vesnina mais uma vez sofre virada após match-points
Para Vesnina, é a terceira decisão seguida que ela perde depois de ter match-points. Isso já havia acontecido na final de duplas em Wimbledon, ao lado de Veronika Kudermetova, quando permitiram a virada a Elise Mertens e Su-Wei Hsieh. Já no último sábado, ela e Kudermetova perderam a disputa do bronze nas duplas femininas, superadas pelas brasileiras Laura Pigossi e Luísa Stefani, que salvaram quatro match-points. 

Ainda assim, a russa faz boa temporada depois de ter parado de jogar em 2018 para ser mãe e retornar ao circuito no início deste ano. Ela já havia disputado a final de duplas mistas de Roland Garros (com Karatsev), antes das boas campanhas em Wimbledon e nas Olimpíadas.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio