Notícias | Dia a dia
Sabalenka vence batalha com Iga e respira no Finals
14/11/2021 às 01h08

Sabalenka terá um confronto direto com Sakkari em busca de uma vaga na semifinal

Foto: Jimmie48/WTA

Guadalajara (México) - Mais uma vez a torcida mexicana que compareceu a uma sessão noturna no WTA Finals foi brindada com um jogo tênis equilibrado e emocionante. Aryna Sabalenka e Iga Swiatek fizeram um jogo definido nos detalhes e buscaram ao máximo o apoio do público em Guadalajara. Após 2h14 de partida, Sabalenka conseguiu sua primeira vitória no torneio e respirou na competição. A número 2 do mundo marcou as parciais de 2/6, 6/2 e 7/5.

Com o resultado, Sabalenka terá um confronto direto com a grega Maria Sakkari na próxima segunda-feira pela segunda posição do grupo Grupo Chichén-Itzá. A liderança da chave já é da espanhola Paula Badosa, invicta na competição e também beneficiada pela vitória de Sabalenka para confirmar sua vaga na próxima fase. Badosa enfrentará a já eliminada Swiatek daqui a dois dias.

"Honestamente, acho que essa vitória foi só por causa da torcida. Eles me deram essa energia e essa motivação para continuar lutando", disse Sabalenka, em sua entrevista ainda em quadra. A jogadora de 23 anos comemorou sua 45ª vitória na temporada e foi muito amparada pelo público neste sábado.

Swiatek não correu riscos no primeiro set
O primeiro set foi muito tranquilo para Swiatek, que não enfrentou break-points e cedeu apenas seis pontos em seus games de serviço. Sabalenka vinha cometendo muitos erros não-forçados, especialmente nas devoluções, além de ter feito quatro duplas faltas na parcial. Aproveitando a afobação da rival para definir os pontos, a polonesa tentou fazer um jogo sólido de fundo e soube também variar muitos os saques para vencer os últimos quatro games da parcial, com direito a uma sequência de nove pontos.

Sabalenka contou com o apoio da torcida no segundo set
A reação de Sabalenka começou cedo no segundo set. Ela colocava pressão constante sobre o segundo saque da polonesa e teve os primeiros break-points desde cedo. Aos poucos, a bielorrussa já conseguia impor seu jogo agressivo e de muita potência nos golpes, especialmente com o forehand. Cada vez mais confiante, a número 2 do mundo chamou a torcida e chegou a vencer cinco games seguidos para empatar o jogo.

Oscilações no início do terceiro set
O terceiro set começou com uma troca de quebras e muita dificuldade para Sabalenka sacar. A bielorrussa fez sete duplas faltas e colocou apenas 33% de primeiros serviços em quadra nos dois primeiros games de saque. Ela abriu 2/1 no placar e tomou o empate na sequência. Depois disso, as sacadoras prevaleceram. Sabalenka sacou bem quando perdia por 5/4 e corria o risco real de derrota. E na sequência, conseguiu quebrar o serviço da polonesa mais uma vez, antes de definir a vitória.

Swiatek fez 29 winners contra 17 de Swiatek e liderou a contagem de erros por 42 a 22. A bielorrussa disparou 8 aces contra 2 e cometeu 16 duplas faltas no jogo, diante de apenas três da polonesa. A partida teve sete quebras de serviço, 4 a 3 para Sabalenka e um total de 14 break-points, sete para cada lado.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva