Notícias | Dia a dia
Muguruza domina duelo espanhol e decide o Finals
16/11/2021 às 18h40

Muguruza disputará sua quinta final do ano e será número 3 do mundo

Foto: Jimmie48/WTA

Guadalajara (México) - Em uma temporada em que conseguiu voltar a ter uma sequência de bons resultados, Garbiñe Muguruza garantiu vaga na decisão do WTA Finals e disputará sua quinta final em 2021. A espanhola levou a melhor contra a compatriota Paula Badosa nesta terça-feira e marcou um duplo 6/3 em 1h21 de partida em Guadalajara.

Muguruza marcou sua 41ª vitória do ano. A ex-número 1 do mundo e atual quinta colocada havia começado o ano ocupando apenas o 15º lugar do ranking e irá terminar o torneio na terceira posição. Em 2021, a espanhola já venceu um WTA 1000 em Dubai e um 500 em Chicago, e também jogou outras duas finais de nível 500, em Melbourne e Doha.

A segunda espanhola a decidir o WTA Finals busca uma conquista inédita para o tênis de seu país e já iguala a campanha de Arantxa Sanchez, vice-campeã em 1993, justamente o ano em que Muguruza nasceu. A jogadora de 28 anos tem nove títulos no circuito, incluindo dois Grand Slam, e disputará a 17ª final da carreira. Esta é sua quarta participação no WTA Finals e o melhor resultado até então era a semifinal de 2015.

A adversária de Muguruza na decisão virá do confronto entre a grega Maria Sakkari e a estoniana Anett Kontaveit. Ela lidera o histórico de confrontos com Kontaveit por 3 a 2, tendo vencido a estoniana durante a fase de grupos em Guadalajara. Já contra Sakkari, a espanhola tem uma vitória e uma derrota. A segunda semifinal acontece às 22h30 (de Brasília) desta terça-feira.

Por sua vez, Paula Badosa encerrou sua primeira participação no Finals e a melhor temporada da carreira. A espanhola, que completou 24 anos na última segunda-feira, iniciou o ano ocupando a 70ª posição do ranking e já está no décimo lugar, com 43 vitórias no ano e títulos em Indian Wells e Belgrado.

O primeiro set da semifinal foi bastante tranquilo para Muguruza, que correu pouquíssimos riscos. A ex-número 1 do mundo cedeu apenas seis pontos no saque e somente três quando colocou o primeiro serviço em quadra. Ela também exibiu um jogo muito consistente de fundo, enquanto Badosa já não repetia o bom desempenho das duas primeiras rodadas e via seus golpes ficarem muito curtos e sem peso. Muguruza conseugiu duas quebras e não enfrentou break-points, ela fez 10 a 7 em winners e cometeu 10 erros contra 11 de Badosa.

A segunda parcial começou com games muitos longos e oportunidades para os dois lados, mas era Muguruza quem sempre prevalecia. Ela conseguiu uma quebra no quarto break-point que teve e depois escapou de três chances de quebra para abrir 3/0 no placar. Badosa tentava então forçar ao máximo os golpes e usando uma estratégia mais agressiva. Assim, ela até conseguiu reverter um 0-40, quando já perdia por 4/1, mas Muguruza sacou muito bem em nos últimos games e consolidou a vitória em sets diretos.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva