Notícias | Dia a dia
Sabalenka vence sem dupla faltas e encara Swiatek
23/02/2022 às 16h34

Sabalenka já sofre menos com o saque para vencer seus jogos

Foto: Qatar Total Energies Open

Doha (Qatar) - Aos poucos, Aryna Sabalenka vai se livrando dos problemas com seu saque, que tanto a afetaram no começo da temporada, e já consegue vencer as partidas com maior facilidade. Nesta quarta-feira, a número 2 do mundo venceu seu segundo compromisso pelo WTA 1000 de Doha e garantiu vaga nas quartas de final sem ter cometido nenhuma dupla falta na partida contra a suíça Jil Teichmann. Em apenas 1h03 de jogo, ela marcou as parciais de 6/2 e 6/1.

De acordo com a WTA, esta é a apenas a sexta vez na carreira de Sabalenka que ela passa um jogo inteiro sem cometer uma dupla falta. E a última vez que isso havia acontecido foi na edição de 2020 do torneio de Doha, diante de Maria Sakkari.

"Foi um jogo duro, ela jogou muito bem, estou muito feliz com meu nível de tênis", disse Sabalenka, que fez 26 a 12 em winners e cometeu 13 erros não-forçados contra 21. A bielorrussa criou 11 break-points e conseguiu seis quebras, perdendo apenas um game de saque para Teichmann, canhota de 24 anos e 41ª do ranking. Na estreia, diante da francesa Alizé Cornet, ela sequer enfrentou break-points.

A próxima adversária de Sabalenka será a polonesa Iga Swiatek, oitava do ranking, que fez 6/3 e 6/0 sobre a russa Daria Kasatkina. Foi a terceira vitória seguida da polonesa sobre Kasatkina na temporada, repetindo os resultados do Australian Open e do WTA 500 de Dubai. A polonesa fez 22 a 8 em winners e cometeu 11 erros contra 7.

Sabalenka conquistou o título de Doha em 2020 e tem os 900 pontos de dois anos atrás mantidos até o presente momento, mas que irão cair após o torneio. Ela venceu o único duelo anterior que fez contra Swiatek, válido pela fase de grupos do WTA Finals do ano passado.

"Eu tento não olhar muito para a chave e focar apenas em mim mesma e tentar fazer o meu melhor a cada partida. O torneio é muito forte aqui e cada partida é uma batalha. Já ganhei este torneio uma vez e espero poder fazê-lo novamente", acrescenta a bielorrussa de 23 anos.

Muguruza também está nas quartas de final
A espanhola Garbiñe Muguruza, número 9 do mundo e duas vezes finalista em Doha em 2018 e em 2019, também avançou às quartas de final. A ex-líder do ranking venceu a norte-americana Madison Brengle por 6/0 e 6/2. Muguruza agora enfrenta a letã Jelena Ostapenko, vinda de título em Dubai e invicta há oito jogos. A espanhola lidera o histórico por 3 a 1.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva