Notícias | Dia a dia
Yastremska se abriga na França e joga em Lyon
26/02/2022 às 10h53

Yastremska teve que deixar a Ucrânia às pressas, na companhia de sua irmã mais nova

Foto: Reprodução/Twitter

Lyon (França) - Depois de passar duas noites em um abrigo subterrâneo na cidade portuária de Odessa para se proteger da invasão russa ao território da Ucrânia e ter que deixar seu país às pressas, a tenista Dayana Yastremska informou nas redes sociais que ela já conseguiu se abrigar na França, na companhia de sua irmã mais nova, Ivanna, de 15 anos. Além disso, ela recebeu convite para jogar a chave principal do WTA 250 de Lyon, que acontece a partir da próxima segunda-feira em quadras duras e cobertas.

"Cansada, mas minha irmã e eu estamos seguras! Muito obrigada à França. Sentimos falta de casa e de nossos pais. Ucrânia, continue forte", escreveu a tenista em seu perfil no Twitter neste sábado pela manhã.

A tenista também falou ao jornal francês L'Equipe sobre a guerra e a última conversa que teve com os pais. "Nós nos escondemos no estacionamento subterrâneo do nosso prédio e esperamos. Foi realmente assustador. Eu vi a guerra com meus próprios olhos. Eu ouvi e senti o quanto era aterrorizante", relatou. "Nosso pai disse a mim e minha irmã: 'Construam uma nova vida e fiquem sempre juntas'. Não se preocupe conosco, ficaremos bem. Lembre-se, não importa o que aconteça, a Ucrânia é o seu país': Eu comecei a chorar. Doeu muito".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Dayana Yastremska (@dayana_yastremskay)

Ex-número 21 do mundo e atual 120ª do ranking, Yastremska vinha de um bom resultado em Dubai, onde chegou às quartas de final e chegou a vencer a terceira colocada Barbora Krejcikova, mas ficou fora do WTA 1000 de Doha por lesão na perna esquerda. Ela voltou para casa, mas teve que sair do país na última sexta-feira, após dois dias de bombardeios russos na Ucrânia.

Estreia contra romena e possível duelo com Cornet
A estreia de Yastremska em Lyon será contra a romena Ana Bogdan. Se vencer, pode enfrentar a francesa Alizé Cornet, quarta cabeça de chave, ou uma tenista vinda do quali. No mesmo quadrante está a italiana Jasmine Paolini, cabeça 5 do torneio. Este lado da chave ainda tem a romena Sorana Cirstea, segunda favorita, que estreia contra uma jogadora vinda do qualificatório.

A principal cabeça de chave em Lyon é a italiana Camila Giorgi, que tem uma estreia dura diante da ex-top 5 francesa Caroline Garcia. Elaas estão no mesmo quadrante que a belga Alison Van Uytvanck, cabeça 7, e no lado da chave da suíça Viktorija Golubic, terceira favorita, que estreia contra a belga Greet Minnen. A atual campeã Clara Tauson não disputa o torneio.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva