Notícias | Dia a dia
Chave dura em Madri coloca série de Iga em risco
26/04/2022 às 10h59

Madri (Espanha) - A polonesa Iga Swiatek terá trabalho para ampliar sua sequência de vitórias no WTA 1000 de Madri, que sorteou sua chave nesta terça-feira. Cabeça de chave número 1 do torneio, ela pegou um caminho duríssimo e deverá ser testada já a partir da segunda rodada, uma vez que a estreia será contra uma tenista do quali.

Passando pela primeira rodada, Swiatek tem tudo para cruzar logo em seguida com a tcheca Petra Kvitova. Nas quartas de final, o maior perigo deve ser a espanhola Garbiñe Muguruza, mas também há possibilidade de cruzamento com a britânica Emma Raducanu e a norte-americana Sloane Stephens.

Quarta mais bem cotada ao título, Maria Sakkari surge como o maior dos possíveis obstáculos no caminho da polonesa nas semifinais. Só que para chegar nesta fase, a grega terá que superar um dos quadrantes mais equilibrados de todos.

Além dela, brigam por uma vaga na semi nomes fortíssimos como o da japonesa Naomi Osaka, das norte-americanas Madison Keys, Danielle Collins e Jessica Pegula, das canadenses Bianca Andreescu e Leylah Fernandez e da russa Anastasia Pavlyuchenkova.

Na outra ponta da chave, a tenista da casa Paula Badosa, segunda favorita, pegou uma estreia complicada contra Veronika Kudermetova e também não terá vida fácil no começo, podendo encarar a romena Simona Halep já na segunda rodada.

Badosa tem tudo para enfrentar a norte-americana Coco Gauff nas oitavas e nas quartas os maiores perigos seriam da tunisiana Ons Jabeur e da suíça Belinda Bencic. Já em uma eventual semifinal, a atual campeã Aryna Sabalenka e as ex-líderes do ranking Victoria Azarenka e Karolina Pliskova, além de Jelena Ostapenko são as mais duras que a espanhola pode ter que encarar.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva