Notícias | Dia a dia
Sorribes volta a surpreender e terá Pegula nas quartas
03/05/2022 às 15h00

Sorribes já eliminou Pavlyuchenkova, Osaka e Kasatkina em Madri

Foto: Jimmie48/WTA

Madri (Espanha) - Pela terceira vez neste WTA 1000 de Madri, Sara Sorribes venceu uma adversária melhor colocada no ranking e garantiu vaga nas quartas de final do torneio nas quadras de saibro da capital espanhola. Depois de ter passado por Anastasia Pavlyuchenkova e Naomi Osaka nas fases iniciais, Sorribes também superou Daria Kasatkina, 23ª do mundo, por 6/4, 1/6 e 6/3 em 2h31 de partida nesta terça-feira.

Atualmente na 47ª posição do ranking aos 25 anos, Sorribes é a quarta espanhola a chegar às quartas de final em Madri. Ela se junta a Paula Badosa, Anabel Medina Garrigues e Carla Suárez. No ano passado, Badosa fez a melhor campanha de uma anfitriã no torneio, chegando à semifinal. A atual número 2 do mundo assim como a também top 10 Garbiñe Muguruza caíram na segunda rodada na edição deste ano.

"Estou muito feliz por essa vitória, é uma sensação incrível. E só posso agradecer a todos que vieram torcer por mim", disse Sorribes, após a partida desta terça-feira em Madri. "Foi um jogo muito tático, acho que ela é uma das adversárias mais difíceis de enfrentar taticamente. Mas estou muito feliz pela maneira como eu joguei, pela maneira como eu fui para a rede. E tentei subir o meu nível de tênis. Estou muito feliz".

O equilíbrio na partida entre Sorribes e Kasatkina foi tanto que cada jogadora fez o mesmo número de pontos, 89 de cada uma. Além disso, foram 18 quebras de serviço, nove para cada lado, e a partida teve um total de 41 break-points. A espanhola apostou em seu jogo sólido do fundo de quadra, usou forehands com spin mais alto para tirar o ritmo de Kasatkina e sempre colocava uma bola a mais. A rival tentou ser mais agressiva e bater reto na bola, especialmente no terceiro set, mas não conseguiu a virada.

Pegula derruba Andreescu nas oitavas de final
A adversária de Sorribes nas quartas será a norte-americana Jessica Pegula, 14ª do ranking, que derrotou a canadense Bianca Andreescu por 7/5 e 6/1. A espanhola venceu os dois duelos anteriores, disputados em 2016 e 2019. "Não jogo contra ela há bastante tempo, mas vi um pouco da partida dela de hoje e está jogando muito bem no torneio", disse Pegula sobre sua próxima rival. "Ela é uma lutadora e sei que terá muita torcida com ela, mas darei o meu melhor e tentarei fazer o meu jogo. Nas quartas de final, cada jogo é uma batalha e estou ansiosa para enfrentá-la".

Pegula conseguiu seis quebras contra três de Andreescu. A canadense fez mais winners, 23 a 18, mas cometeu 31 erros contra 24 da norte-americana. O jogo chegou a ser interrompido por chuva, quando Pegula liderava o segundo set por 3/1. "A parada por chuva foi muito difícil. Mas fico feliz pela minha performance e por ter conseguido fechar o jogo rápido".

No início do torneio, Pegula salvou match-point contra a italiana Camila Giorgi. Ela também passou pela estoniana Kaia Kanepi na segunda rodada. "Obviamente, na primeira partida, eu não estava jogando muito bem e tinha uma adversária difícil, mas depois de superar a estreia, estou me sentindo cada vez melhor no torneio e nas duas últimas partidas eu me senti ótima".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva