Notícias | Dia a dia
Kasatkina domina Badosa mentalmente e faz quartas
12/05/2022 às 19h49

Kasatkina marcou sua 11ª vitória contra uma top 5 na carreira e a terceira na temporada

Foto: Internazionali BNL d Italia

Roma (Itália) - Na partida que encerrou a rodada das quartas de final pelo WTA 1000 de Roma, Daria Kasatkina apostou em um jogo muito sólido do fundo de quadra e dominou mentalmente a disputa contra a número 3 do mundo Paula Badosa. Com isso, ela conseguiu vencer por duplo 6/4 em 1h46 para chegar às quartas de final do torneio em quadras de saibro na capital italiana. De quebra, devolve a derrota sofrida no início do ano em Sydney para a espanhola.

Com 25 anos recém completados, Kasatkina marcou sua 16ª vitória contra top 10 e a 11ª contra uma top 5. Só neste ano, já venceu três tenistas desse nível. Ex-número 10 do mundo e vencedora em quatro torneios no circuito da WTA, ela aparece atualmente no 23º lugar do ranking. Sua próxima adversária é a suíça Jil Teichmann, canhota de 24 anos e 29ª colocada. Kasatkina venceu o único duelo anterior entre elas.

Apesar de a partida desta quinta-feira ter começado melhor para Badosa, que foi a primeira a quebrar e abriu 2/0, Kasatkina tentou ser o mais consistente possível nos ralis de fundo, sempre colocando uma bola a mais, e no máximo variando algumas alturas de bola. Com isso, ela contava cada vez mais com erros não-forçados da espanhola para ir equilibrando as ações.

A primeira parcial teve sete quebras de serviço, quatro para a russa e três para a espanhola. Badosa chegou a liderar por 4/2, mas Kasatkina terminou o set muito bem, vencendo quatro games seguidos. Ela conseguiu confirmar o serviço sem maiores riscos duas vezes na reta final do set, além de ter obtido novas quebras. Nas estatísticas, Badosa tinha 14 a 3 em winners, mas 20 a 11 em erros após 50 minutos de jogo.

A sequência de quebras continuou no início do segundo set, com cinco consecutivas. Badosa insistia no jogo agressivo e em seu peso de bola, tentando definir os pontos a todo custo. Kasatkina, que em alguns momentos utilizava bem seus slices e drop shots, abriu 4/2 no placar e teve um break-point no sétimo game. Badosa confirmou o saque com dificuldade e se manteve competitiva na partida. O equilíbrio permaneceu nos últimos três games, até que a russa confirmasse de zero o serviço quando sacava para o jogo.

Badosa liderou a estatística de winners da partida por 33 a 15, mas cometeu 51 erros não-forçados contra apenas 20 de Kasatkina. O jogo teve 12 quebras de serviço, 7 a 5 para Kasatkina, e 28 break-points disputados. 

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva