Notícias | Dia a dia
Kasatkina avança e desafia Jabeur na semi de Roma
13/05/2022 às 16h15

Kasatkina tem duas vitórias e três derrotas contra Jabeur no circuito profissional

Foto: Internazionali BNL d Italia

Roma (Itália) - Um dia depois de eliminar a número 3 do mundo Paula Badosa nas oitavas de final do WTA 1000 de Roma, Daria Kasatkina conseguiu uma vaga na semifinal da competição em quadras de saibro da capital italiana. Kasatkina vencia a partida contra a suíça Jil Teichmann, 29ª do ranking, por 6/4 e 3/2, com quebra acima no segundo set, quando a rival abandonou por lesão na perna esquerda.

Ex-número 10 do mundo e campeã em quatro torneios da WTA, Kasatkina aparece atualmente no 23º lugar do ranking e está voltando ao top 20 com a boa campanha. A jogadora de 25 anos recém completados tem chance de terminar a semana entre as 15 melhores do mundo em caso de título. 

A adversária de Kasatkina na semifinal de sábado será a tunisiana Ons Jabeur, número 7 do ranking e vinda de dez vitórias seguidas, tendo conquistado seu primeiro WTA 1000 na semana passada em Madri. Jabeur lidera o histórico de confrontos contra a russa por 3 a 2, com direito a uma recente vitória no saibro de Stuttgart. O reencontro será por volta de 12h (de Brasília) deste sábado. A primeira semifinal será às 7h entre Iga Swiatek e Aryna Sabalenka.

"Nunca é fácil jogar conta ela, e espero que não seja fácil para ela também jogar contra mim", disse Kasatkina, que é bastante amiga da tunisiana no circuito. "Ela tem sido uma pedra no sapato e está jogando muito bem, venceu 10 partidas seguidas. Espero que ela esteja um pouco cansada depois disso (sorrindo)".

Por sua vez, Teichmann tenta se recuperar a tempo para Roland Garros, que começa em 22 de maio. A suíça de 24 anos foi semifinalista em Madri na última semana e faz agora mais uma boa campanha no saibro, ocupando agora o melhor ranking da carreira.

O duelo entre Teichmann e Kasatkina foi marcado por ralis longos e oportunidades para os dois lados. A primeira parcial teve sete quebras de serviço, sendo quatro para a russa e três para a suíça. Enquanto a canhota Teichmann eventualmente tentava definir alguns pontos com seu forehand, Kasatkina apostava muito bem em suas curtinhas e mostrava mais capacidade de variação.

A suíça pediu atendimento fora da quadra no intervalo entre os sets e lutou o quanto pôde, mas se retirou da quadra assim que sofreu a quebra de serviço. Teichmann até terminou o jogo com mais winners, 18 a 14, mas cometeu 30 erros contra apenas 16.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva