Notícias | Dia a dia
Kostyuk critica atuação de Azarenka no Conselho
26/05/2022 às 13h50

A ucraniana Marta Kostyuk contesta novamente.

Paris (França) - A ucraniana Marta Kostyuk classificou a posição da bielorrussa Victoria Azarenka no conselho de jogadores da WTA de “ridícula” e criticou a falha em consultar seus compatriotas sobre a decisão de retirar Wimbledon dos pontos no ranking. A bicampeã Azarenka não jogará em Wimbledon no próximo mês devido à proibição de jogadores russos e bielorrussos, mas continuou em seu papel como membro do conselho de jogadoras da WTA.

Kostyuk, de 19 anos, atacou o aparente conflito de interesses de Azarenka ser parte da liderança da tomada de decisões em nome do circuito feminino. "Victoria Azarenka está no quadro de jogadoras, tomando decisões sobre pontos em Wimbledon, onde ela nem participa, e dizendo que não tem interesse pessoal em tomar decisões", disse Kostyuk.

Kostyuk acrescentou que isso a deixou se sentindo invisível para o conselho que deveria representá-la. "Eu diria que 80-85 por cento das jogadoras não tiveram nada a ver com a decisão (da WTA)", disse à agência de notícias Reuters após sua derrota na primeira rodada do Aberto da França na terça-feira. "É tão ridículo que eu não podia acreditar. Nenhuma das representantes das jogadoras me contatou. Nenhuma delas perguntou a minha opinião. É como se as jogadoras ucranianas não existissem. Eu tenho tentado falar o máximo possível, mas você se sente sem esperança, na maioria das vezes, sobre a situação.”

Na segunda-feira, Azarenka abordou seu papel no conselho, dizendo que "quando tenho qualquer uma dessas conversas, não olho para mim mesma e, se sou afetada, olho para o quadro geral", e sua colega de conselho Jessica Pegula disse que estavam disponíveis para falar com qualquer jogadora sobre suas preocupações. Kostyuk elogiou o apoio da número 1 do mundo, a polonesa Iga Swiatek, à Ucrânia, usando um broche azul e amarelo em suas partidas.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva