Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Keys saca bem, faz 44 winners e vence de virada
28/05/2022 às 16h23

Keys já tem uma semifinal de Roland Garros no currículo e enfrenta Kudermetova nas oitavas

Foto: Jimmie48/WTA

Paris (França) - No encontro entre duas ótimas sacadoras e com muita potência nos golpes dos dois lados, Madison Keys prevaleceu sobre Elena Rybakina e garantiu vaga nas oitavas de final de Roland Garros. A atual 22ª do ranking começou atrás no placar, mas venceu de virada com parciais de 3/6, 6/1 e 7/6 (7-4) em 2h09 de partida. Sacando muito bem, Keys sofreu somente uma quebra e enfrentou apenas três break-points. E do fundo de quadra, disparou 44 winners na partida contra apenas 20 da rival.

Ex-número 7 do mundo, Keys tem uma final de Grand Slam, alcançada no US Open de 2017. A norte-americana de 27 anos disputou ainda outras quatro semis de Slam, uma delas no Australian Open deste ano. Em Paris, tem uma semifinal em 2018 e quartas no ano seguinte. Sua próxima adversária é a russa Veronika Kudermetova, 29ª do ranking, em confronto inédito no circuito profissional. Já Rybakina, 16ª do ranking, não repete a boa campanha que fez no ano passado, quando chegou às quartas.

A classificação de Keys para as oitavas de final também garante que cinco norte-americanas estejam na segunda semana de Roland Garros. Ela se junta a Sloane Stephens, Coco Gauff, Amanda Anisimova e Jessica Pegula. Existe a chance de encontrar Pegula na semifinal, enquanto as demais estadunidenses estão do outro lado da chave.

"Tentei focar em colocar o máximo de bolas possíveis em quadra e me segurar nos ralis, esperando pelas oportunidades de acertar os meus melhores golpes. Estou muito feliz com a vitória de hoje", disse Keys após a partida. "Sempre sonhei em chegar longe nesses grandes torneios e significa muito para mim chegar à segunda semana. Fico feliz por continuar em Paris por mais alguns dias, adoro a energia, acho que a maioria da torcida hoje estava comigo. Nos últimos anos, não pudemos ter o público completo e agradeço muito".

Com duas jogadoras agressivas e definindo seus pontos com poucas trocas de bola, o primeiro set foi definido nos detalhes. Após sete games com domínio das sacadoras, que não enfrentaram break-points, Rybakina conseguiu a única chance de quebra da parcial. Sacando para o set, a cazaque escapou de três chances de quebra e conseguiu fechar. Nas estatísticas, Rybakina tinha 13 a 12 em winners, e 7 erros não-forçados contra 9 de Keys. No total de pontos, 33 a 30 para a cazaque.

O saque de Madison Keys foi determinante no segundo set. Mesmo sem ter feito nenhum ace, a norte-americana passou pela parcial sem enfrentar break-points e com apenas seis pontos perdidos em seus games de serviço. Dominante, ela conseguiu três quebras de serviço.

Já o terceiro set foi inteiramente sem quebras e teve apenas um break-point, salvo por Keys com um ótimo saque no meio da quadra, sem chance de devolução. No tiebreak, a norte-americana abriu 6-0, com direito a ace, winners de forehand e até mesmo uma curtinha muito bem executada e pouco usual para seu estilo de jogo. Rybakina não conseguia se aproximar no placar e cometeu uma dupla falta no último ponto da partida.

Comentários