Notícias | Dia a dia
Melo e Carreño Busta caem na estreia em Montréal
10/08/2022 às 19h45

Melo jogou pela primeira vez ao lado de Carreño Busta no circuito

Foto: Arquivo

Montréal (Canadá) - A participação brasileira no Masters 1000 de Montréal chegou ao fim nesta quarta-feira. Depois da queda de Bruno Soares na estreia de duplas, foi a vez de Marcelo Melo também se despedir do torneio. Melo e o espanhol Pablo Carreño Busta foram superados pelo uruguaio Ariel Behar e o equatoriano Gonzalo Escobar por 6/2 e 7/6 (7-4).

Melo vinha de uma série de torneios ao lado do sul-africano Raven Klaasen. A parceria chegou a duas finais de ATP 250, na grama de Newport e no piso duro de Los Cabos. Apesar de ainda não ter conquistado títulos na temporada, o mineiro de 38 anos e 43º do ranking já disputou quatro finais de ATP em 2022.

"Não deu aqui em Montreal. Eles jogaram bem. Acho que o primeiro set acabamos usando para identificar a melhor maneira de jogar. Foi a primeira vez em parceria com o Pablo. E aí já no segundo, quando encaixamos, estivemos bem melhor, tivemos chance de quebrar. Poderia ter ido ao menos ao match tiebreak", explicou Marcelo Melo. "Isso às vezes acontece, quando não se tem o costume de atuar com o mesmo parceiro, quando se joga a primeira vez. Agora é ir amanhã (quinta-feira) para Cincinnati e treinar lá".

Jogando juntos pela primeira vez no circuito, Melo e Carreño Busta tiveram dificuldades nos primeiros games da partida e sofreram duas quebras seguidas no primeiro set. Eles não aproveitaram os três break-points que tiveram ao longo da parcial e saíram perdendo por 5/1. Assim, Behar e Escobar definiram o set.

O segundo set foi inteiramente sem quebras, em que Melo e Carreño Busta salvaram quatro break-points e só tiveram uma oportunidade no saque dos adversários. Já no tiebreak, Behar e Escobar fizeram valer o maior entrosamento da parceria e venceram a disputa em sets diretos.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva