Notícias | Dia a dia
Físico pesa e Kyrgios perde para Hurkacz em 3 sets
12/08/2022 às 15h07

Montréal (Canadá) - O cansaço acabou pesando para o australiano Nick Kyrgios, que nesta sexta-feira não conseguiu repetir os bons desempenhos das partidas anteriores e acabou eliminado nas quartas de final do Masters 1000 de Montréal. Melhor para o polonês Hubert Hurkacz, que levou a melhor em batalha de três sets e 1h48, fechando o jogo com parciais de 7/6 (7-4), 6/7 (5-7) e 6/1.

Primeiro semifinalista do torneio canadense, Hurkcaz espera agora pelo vencedor do duelo entre o norueguês Casper Ruud e o tenista da casa Felix Auger-Aliassime. Ele bateu o escandinavo na única vez que se cruzaram, este ano em Roland Garros, e tem uma vitória e duas derrotas contra o canadense.

Com grande aproveitamento de saque dos dois lados, as quebras não aconteceram nos dois primeiros sets, com Kyrgios salvando os três break-points que encarou e Hurkacz os seis. A parcial inicial foi de tamanho equilíbrio que cada um somou os mesmos 40 pontos, só que o polonês conseguiu ser um pouco melhor no tiebreak e largou na frente.

Mesmo demonstrando cansaço desde o primeiro set, Kyrgios se manteve firme no segundo e não desistiu. Novamente nenhum dos dois oponentes obteve quebra e mais uma vez o desempate foi necessário, desta vez indo para o lado do australiano, que assim empatou o jogo e levou a decisão para o terceiro.

Só que o físico acabou fazendo a diferença na reta final e o desempenho de Kyrgios caiu vertiginosamente. Depois de vencer 75% com o saque na primeira parcial e 79% na segunda, ele não passou de 44% na terceira e virou presa fácil para o polonês, que perdeu apenas dois pontos com o serviço e anotou duas quebras para selar a vitória.

Hurkacz jogou de igual para igual com Kyrgios no saque, uma das principais armas do australiano, anotou um ace a mais (20 a 19), seis duplas faltas a menos (2 a 8) e teve aproveitamento superior (77% contra 69%). Ele levou a pior nas bolas vencedoras (47 a 55), mas compensou nos erros não forçados, com quase metade a menos (13 a 24).

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva