Notícias | Dia a dia
Carreño vira o jogo e vence 1º Masters aos 31 anos
14/08/2022 às 19h08

Carreño Busta venceu grandes nomes como Berrettini, Sinner e Hurkacz para ser campeão

Foto: Mike Lawrence/ATP

Montréal (Canadá) - Com seis vitórias na semana e apenas dois set perdidos, Pablo Carreño Busta conquistou o maior título da carreira. O experiente espanhol de 31 anos e 23º do ranking venceu o Masters 1000 de Montréal, superando na final o polonês Hubert Hurkacz, número 10 do mundo, por 3/6, 6/3 e 6/3 em 1h45 de partida.

Até então, a maior conquista de Carreño Busta em simples havia sido o ATP 500 de Hamburgo do ano passado. Ele tem agora sete títulos no circuito da ATP. Ex-integrante do top 10, ele vai recuperar algumas posições e chegar ao 14º lugar do ranking na próxima segunda-feira.

A semana de Carreño Busta começou com vitória sobre o italiano Matteo Berrettini. Outro italiano superado por ele foi Jannik Sinner, ambos integrantes do top 15. O espanhol também venceu os jovens Holger Rune e Jack Draper, e superou o experiente britânico Daniel Evans em uma semifinal com 3h de duração no último sábado.

Já o vice-campeão Hubert Hurkacz perdeu uma final de ATP pela primeira vez na carreira. Vencedor de cinco títulos no circuito, o polonês de 25 anos tentava conquistar seu segundo Masters 1000. Ele já havia sido campeão em Miami no ano passado.

Durante o primeiro set, Hurkacz contou com a potência de seu saque ao disparar seis aces e não enfrentar break-points. O polonês cedeu apenas oito pontos em seus games de serviço e aproveitou a única chance de quebra que teve para fazer 4/2 e manter a liderança até o fim.

Depois de ter feito apenas seis winners no set inicial, Carreño Busta conseguiu ser mais agressivo na parcial seguinte, anotando 11 bolas vencedoras. E pela primeira vez no jogo, o espanhol conseguiu ameaçar o saque de Hurkacz. Ele abriu 3/0 no placar e sustentou a liderança até o fim do set, sem enfrentar nenhum break-point.

O roteiro do set decisivo era parecido. Carreño Busta de novo quebrou logo cedo e continuou sacando muito bem na partida. Novamente, o espanhol não teve o serviço ameaçado. Hurkacz também se frustrava com as tentativas de drop-shots que não funcionavam. A única boa notícia para o polonês era a retomada de seu bom ritmo de saque, com dois games muito rápidos, mas o espanhol voltaria a quebrar no último game da partida para conquistar o título.

Hurkacz disparou 18 aces na partida e liderou a estatística de winners por 29 a 22, mas cometeu 29 erros não-forçados contra apenas 12 de Carreño Busta. O espanhol aproveitou todos os três break-points que teve na partida, enquanto Hurkacz conseguiu a quebra em sua única oportunidade. 

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva