Notícias | Dia a dia
Luz e Ribeiro também vão às quartas em Brasília
25/08/2022 às 23h12

Eduardo Ribeiro conseguiu uma grande virada nesta quinta-feira

Foto: João Pires/Fotojump

Brasília (DF) - Se os jogos da sessão diurna reservaram tensão, a rodada noturna do Brasil Tennis Classic não foi diferente. Os favoritos Eduardo Ribeiro e Orlando Luz também garantiram seus lugares na fase de quartas de final em Brasília, porém o campeão de Recife precisou sair de uma desvantagem indigesta para seguir vivo. O torneio distribui US$ 15.000 em prêmios e conta com o patrocínio do Banco Santander.

Cabeça de chave 4 na capital federal, Eduardo Ribeiro levou mais de 3h para bater Gabriel Ciro da Silva por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (5-7), 7/6 (12-10) e 6/4. No tiebreak da 2ª parcial, o gaúcho de 24 anos precisou salvar 4 match-points.

“Foi um jogo dificílimo decidido no detalhe. Não me senti no meu melhor nível, como apresentei em Recife, mas o que importa é ganhar. Estou muito feliz com essa vitória, principalmente pelo meu pai aqui torcendo por mim. Foi uma partida duríssima mentalmente, mas estou feliz por ter dado a volta por cima. Amanhã é outro dia e vamos com confiança para sair com o caneco aqui em Brasília também”, avaliou Eduardo, acompanhado do pai Paulo nas arquibancadas do Clube do Exército.

Por vaga nas semifinais, Ribeiro vai encarar nesta sexta-feira o mineiro João Victor Loureiro, cabeça de chave 8, que passou por João Marcos Nusdeo mais cedo por 6/3 e 6/4. Vale reforçar que, no ranking da ATP da próxima semana, Ribeiro deve furar o grupo dos 600 melhores do mundo.

No encerramento da rodada, o gaúcho Orlando Luz confirmou o favorito e avançou às quartas com vitória diante do qualifier Vitor Leal por 6/2 e 6/1, em 1h17. Após o jogo, o jogador de 24 anos admitiu que a longa duração dos jogos anteriores o deixou tenso para sua partida contra Leal, que, pela campanha em Brasília, vai anotar seu 1º ponto na lista da ATP.

"Foi muito bacana jogar à noite, muitas pessoas têm compromissos de trabalho e acabam não tendo a chance de vir. Mas, por outro lado, é muito complicado essa espera o dia todo. Você tem uma previsão do jogo, mas daí os jogos anteriores foram muito longos. O do Dudu passou de 3h. Mas fico feliz de ter passado bem essa rodada e também estou feliz pelo Vitão, meu amigo há muito tempo, que marcou seu 1º ponto no ranking", comentou Orlando, 553º do mundo.

Nesta sexta-feira, o cabeça de chave número 2 vai enfrentar o paranaense Fernando Yamacita, 6º favorito, que mais cedo derrotou Gabriel Pascotto Tumasonis por 6/2 e 7/6(7-1). Orlandinho prega respeito ao adversário, que vem fazendo boas campanhas em torneios da categoria. “A gente já jogou Campeonatos Sul-Americanos juntos. É um jogador que vem obtendo bons resultados, estou acompanhando. É um jogador perigoso, então tenho que fazer o meu jogo bem feito para ver se cai para meu lado”, concluiu Luz.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva