Notícias | Dia a dia
Bia joga na manhã de 6ª em busca da semi em Talín
29/09/2022 às 14h52

Bia tentará alcançar sua oitava semifinal na carreira e a sexta na temporada em torneios da elite do circuito

Foto: WTA Tallinn Open

Talín (Estônia) - Depois de um importante dia de descanso, Beatriz Haddad Maia volta às quadras sintéticas de Talín às 6h30 desta sexta-feira para buscar vaga nas semifinais do WTA 250 que acontece na Estônia. Ela reencontrará a tcheca Barbora Krejcikova, ex-top 2 e hoje 27ª do mundo.

No único duelo entre elas, Krejcikova levou a melhor na primeira rodada de um torneio disputado sobre o saibro de Santa Marguerita di Pula, em 2016, com parciais de 6/4 e 7/6. Na melhor fase de sua carreira, Bia tentará adicionar mais uma vitória sobre campeã de Grand Slam em seu currículo, que já inclui nomes de peso como Iga Swiatek, Petra Kvitova, Simona Halep, Bianda Andreescu e Sofia Kenin.

Ao mesmo tempo, Bia poderá garantir a mais alta classificação da carreira. Atual 15º, a canhota de 26 anos tenta avançar uma posição e sua única concorrente é a suíça Belinda Bencic, que também está nas quartas de Talín e jogará diante da croata Donna Vekic. Existe até mesmo a chance de Bia e Bencic duelarem diretamente na semi.

Bolsa de apostas divide favoritismo
Bia Haddad está cada vez mais conhecida no circuito e pouco a pouco ganha preferências já que o mercado de apostas online vem crescendo dentro do tênis, oferecendo 'odds' interessantes e lucrativas.

Para o duelo desta sexta-feira, a número 1 do Brasil divide o favoritismo com a campeã de Roland Garros do ano passado, com cotações que estão sempre próximas a 1,90 para cada tenista.

O principal fator é que Bia tem se mostrado mais eficiente sobre as quadras sintéticas nos últimos meses do que a tcheca, a ponto de ter ido à final de Toronto, sua primeira em nível WTA 1000.

Desde o início da nova fase de piso duro, Krejcikova não havia vencido dois jogos seguidos em Praga, Toronto, Cincinatti, Cleveland ou US Open e só agora em Talín conseguiu maior produtividade, com vitórias sobre Ajla Tomljanovic na estreia e depois em cima de Marta Kostyuk.

Vencedora de dois WTA 250 nas quadras de grama de Nottingham e Birmingham, Bia tentará alcançar sua oitava semifinal na carreira e a sexta na temporada em torneios da elite do circuito. Já Krejcikova ficou sem jogar entre fevereiro e maio deste ano por uma lesão no cotovelo direito. Apesar de ainda não ter títulos de simples na temporada, a tcheca faz grande ano nas duplas, conquistando o Australian Open, Wimbledon e US Open ao lado de Siniakova, sendo a atual número 2 do ranking na modalidade.

De olho no WTA Finals
Embora seja uma meta difícil, a participação de Bia Haddad no WTA Finals de simples não é uma impossibilidade. Depois de ir às quartas em Tóquio na semana passada, ela se manteve no 14º lugar entre as mais bem pontuadas da temporada.

Caso obtenha o título em Talín, a brasileira tem chance de saltar para o 11º posto e ficar bem mais próxima da meta, pouco menos de 400 pontos atrás da atual oitava colocada, a romena Simona Halep, que não irá mais atuar neste ano.

Bia ao contrário já anunciou seu calendário nesta reta final e competirá nas três próximas semanas, indo a Ostrava, San Diego e Guadalajara.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva